PUBLICIDADE

Alerta: Saúde registra baixa adesão na imunização infantil contra a Covid-19

publicidade

Alerta: Saúde registra baixa adesão na imunização infantil contra a Covid-19

Crianças entre 5 e 11 anos, que completaram o esquema vacinal primário, com a 1ª e 2ª doses, há pelo menos quatro meses, já podem tomar o reforço da vacina.

A Secretaria Municipal de Saúde e a Vigilância Epidemiológica (VE) registraram apenas seis doses de vacinas no primeiro dia de imunização contra a Covid-19 em bebês de 6 meses a 2 anos, 11 meses e 29 dias e de reforço em crianças de 5 a 11 anos, realizada nesta segunda-feira, 6 de fevereiro. Deste total, quatro aplicações foram de 1ª dose da Pfizer Baby (bebês) e outras duas de 3ª dose da Pfizer Pediátrica (crianças).

Na semana passada, o Ministério da Saúde enviou para Mogi Guaçu um novo lote da Pfizer Pediátrica e pela primeira vez também de um lote da Pfizer Baby. Por isso, nesta semana a pasta iniciou a vacinação nas 21 Unidade Básica de Saúde (UBSs) de Mogi Guaçu. A imunização está sendo realizada em 18 postinhos de segunda a sexta-feira das 8h às 10h45 e das 13h às 15h30. E nas unidades da Zona Sul e Santa Cecília, assim como na do Distrito de Martinho Prado Júnior, o horário de atendimento é das 8h às 17h.

A enfermeira e coordenadora de imunização da VE, Aline Roberta Leme, comentou que os postinhos de saúde do munícipio estão preparados e prontos para receber o público destes grupos e, mesmo assim, os pais e responsáveis não levaram as crianças para vacinar. “O número e a baixa procura nos surpreenderam e, desta forma, será muito difícil imunizar toda a população de bebês de 6 meses a 2 anos, 11 meses e 29 dias, assim como, aplicar a dose de reforço em crianças de 5 a 11 anos de idade”, disse.

Crianças entre 5 e 11 anos, que completaram o esquema vacinal primário, com a 1ª e 2ª doses, há pelo menos quatro meses, já podem tomar o reforço da vacina. E os bebês de 6 meses a 2 anos e 11 meses já podem ser levados aos postinhos de saúde para dar início à proteção contra a Covid-19. Para a criança ser vacinada, os responsáveis devem apresentar documento com foto de identificação do menor (preferencialmente CPF) ou certidão de nascimento, cartão do SUS e caderneta de vacinação.

Aline Roberta Leme ressaltou a importância dos pais e responsáveis levarem os filhos para se vacinar, especialmente, com as doses de reforço, para o enfrentamento à doença. “Desta forma, evita-se os casos mais graves, internações e, até mesmo, os óbitos. Temos observado que muitas crianças não retornaram para receber a 3ª dose de reforço, o que é fundamental nesse trabalho de enfrentamento contra a Covid-19”, comentou.

Ao todo, Mogi Guaçu tem 2.079 crianças na faixa etária de 6 meses a 2 anos, 11 meses e 29 dias. Já o público na faixa etária de 5 a 11 anos para receber a terceira dose é estimado em 15.008 crianças. “Vale ressaltar que a imunização dos bebês até dois anos é livre, pois não precisa mais ter comorbidade”, informou a enfermeira da VE.

Vacinação em bebês de 6 meses a 2 anos, 11 meses e 29 dias e de reforço em crianças de 5 a 11 anos de idade
Segunda a sexta-feira das 8h às 10h45 e das 13h às 15h30

UBS Centro de Saúde
USF Hermínio Bueno
USF Eucaliptos
UBS Guaçu Mirim
USF Rosa Cruz
UBS Centro Oeste
UBS Ypê II
USF Ypê Pinheiro
USF Alto dos Ypês
USF Guaçuano
UBS Zona Norte
USF Zaniboni II
UBS Zaniboni I
USF Fantinato
USF Santa Terezinha
USF Chaparral
USF Suécia
USF Chácaras Alvorada

Segunda a sexta-feira das 8h às 17h   
USF Santa Cecília
UBS Zona Sul
UBS Martinho Prado Júnior

Quer dar um gás nos seus negócios? Anuncie aqui!

Não é permitido a cópia do conteúdo deste site.

Entrar em contato
Quer anunciar com a gente?
Fale com um dos nossos consultores!