PUBLICIDADE

Homem e preso em fragante por mau tratar a cachorra Pandora

publicidade

Homem e preso em fragante por mau tratar a cachorra Pandora

A intervenção rápida da Polícia Militar e da Polícia Civil foi crucial para garantir a segurança da cachorra Pandora e iniciar as investigações sobre o ocorrido. É perturbador ver um animal indefeso ser vítima de violência, mas é encorajador ver as autoridades agindo rapidamente para garantir que a justiça seja feita. Espero que Pandora receba o tratamento adequado e que os responsáveis por esse ato sejam devidamente responsabilizados.
Esse é um caso lamentável de maus-tratos a um animal, com uma série de evidências que apontam para a responsabilidade do indiciado. As declarações da testemunha, JP, e do dono da cadela, Arl, corroboram a agressão sofrida pela cachorra Pandora, enquanto o próprio indiciado admite ter dado uma “ripada” no animal.
A atitude do indiciado, além de cruel, revela uma falta de respeito pela vida e pelo bem-estar dos animais. Sua omissão diante da piora do estado da cadela apenas agrava a situação, configurando um crime permanente.
A decisão do delegado de lavrar um Boletim de Ocorrência para flagrante é apropriada, considerando a gravidade do caso. Além disso, é digno de nota o trabalho colaborativo entre a Polícia Militar e a Polícia Civil para lidar com essa situação.
Espero que a justiça seja feita e que medidas adequadas sejam tomadas para garantir a proteção e o cuidado com a cachorra Pandora, bem como para responsabilizar os envolvidos pelos seus atos.

Quer dar um gás nos seus negócios? Anuncie aqui!

Não é permitido a cópia do conteúdo deste site.

Entrar em contato
Quer anunciar com a gente?
Fale com um dos nossos consultores!