PUBLICIDADE

Explosão em caldeira deixa ao menos 2 mortos e 30 feridos e, cabreúva

publicidade

Explosão em caldeira deixa ao menos 2 mortos e 30 feridos e, cabreúva

Segundo a assessoria do governo de São Paulo, duas pessoas morreram e 12 ficaram feridas, mas há chance do número de vítimas ser maior.

Uma explosão em uma metalúrgica na cidade de Cabreúva, a 70km de Campinas, na região de Jundiaí, deixou um rastro de destruição e provocou uma tragédia. O acidente aconteceu na empresa SP Alumínio, que ficou completamente destruída.

Equipes do Corpo de Bombeiros, Samu, Polícia Militar e Defesa Civil se mobilizam para o atendimento, que conta ainda com o auxílio de viaturas do Resgate de São Paulo.

O prefeito de Cabreúva, Antonio Carlos Mangini, acompanha o caso e determinou prioridade no socorro aos feridos nas unidades de saúde do município. O Hospital Santa Casa e a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), ambos de Cabreúva, montaram um esquema especial para receber os feridos, mas a estrutura local ficou saturada.

Vítimas com queimaduras pelo corpo precisaram ser encaminhadas ao Hospital São Vicente de Paulo, em Jundiaí, que também se mobilizou para o atendimento. O governo do Estado afirma que o Hospital Estadual de Sumaré e o Hospital de Clínicas da Unicamp e da capital estão preparados para receber os casos mais graves.

“Estamos mobilizados para o atendimento das vítimas”, diz o prefeito. “Inclusive, contamos com o apoio de voluntários e de funcionários que estavam de folga. Vamos orar a Deus para proteger as pessoas atingidas”, comentou o chefe do Executivo, que esteve presente no local da tragédia.

 

O acidente

A explosão aconteceu por volta das 10h30 desta sexta-feira na fábrica de alumínios, que fica no bairro Pinhal, área industrial de Cabreúva. O estrondo e a formação de uma nuvem densa de fumaça assustaram a população local. O impacto causou tremor e pôde ser sentido a cerca de 7km, segundo moradores. O fogo foi controlado rapidamente, mas deixou um cenário de guerra na área.

As vítimas, muitas com o praticamente o copo todo queimado, foram colocadas na calçada e em um campo de futebol nas proximidades até a chegada do socorro. Após as remoções, equipes permaneceram nos escombros em busca de possíveis novas vítimas. Segundo o Corpo de Bombeiros, 20 pessoas trabalhavam na indústria no momento da explosão.

A causa do acidente ainda é incerta e está em apuração. A princípio, as informações são de que a explosão ocorreu em uma caldeira.

Fonte: Hora de Campinas

 

Quer dar um gás nos seus negócios? Anuncie aqui!

Não é permitido a cópia do conteúdo deste site.

Entrar em contato
Quer anunciar com a gente?
Fale com um dos nossos consultores!