PUBLICIDADE

Cirurgias eletivas passam de 160 por mês na Santa Casa

publicidade

Cirurgias eletivas passam de 160 por mês na Santa Casa

Prefeito antecipa que número não vai parar de aumentar, assim como os investimentos naquele hospital

Como já havia antecipado o prefeito Paulo Silva, o número de cirurgias eletivas na Santa Casa está aumentando mês e mês e deve fechar o ano com um recorde expressivo. Em agosto, foram 166 cirurgias, ante uma média de 70 procedimentos por mês que vinha sendo realizados naquele hospital.

Em julho, o número já havia sido de 143 operações e no mês anterior, ultrapassou 130. Para o prefeito, isso é reflexo direto dos altos investimentos que vem sendo feitos na Santa Casa por parte da atual administração e da parceria com a irmandade e INCS (Instituto Nacional de Ciência da Saúde).

Mais uma vez, as cirurgias de hérnia foram maioria, com 35 procedimentos. Em seguida, vieram as cirurgias de retirada da vesícula (colecistectomia), com 22 operações. Paulo Silva afirmou que o número elevado de cirurgias eletivas é expressivo e supera a média histórica daquele hospital, que eram de 60 a 70 por mês.

Para o prefeito não restam dúvidas de que a tendência é que esse número continue em alta nos próximos meses. Muitas das operações realizadas na Santa Casa foram feitas com a utilização do videolaparoscópico, um equipamento que custou quase R$ 300 mil aos cofres públicos e que garante um melhor resultado do que pelas cirurgias convencionais, principalmente na recuperação pós-operatória.

Também neste final de semana, a Santa Casa realizou a primeira etapa de cirurgias de catarata, quando mais de 50 pacientes passaram pelo procedimento. Nos próximos dias 23 e 24, mais um mutirão acontece naquele hospital. Para outubro e novembro, estão previstas outras 200 cirurgias de catarata.

Quer dar um gás nos seus negócios? Anuncie aqui!

Não é permitido a cópia do conteúdo deste site.

Entrar em contato
Quer anunciar com a gente?
Fale com um dos nossos consultores!