PUBLICIDADE

Obras da UBS Aterrado chega na reta final

publicidade

Obras da UBS Aterrado chega na reta final

Postinho do bairro atende a uma população estimada em mais de 12 mil pessoas

O prefeito Paulo Silva esteve visitando, no último dia 14, a UBS (Unidade Básica de Saúde) do Aterrado (Zona Sul), cuja a reforma está na reta final e deve ser oficialmente reinaugurada no final deste mês.

Esta é uma das mais importantes unidades de atendimento primário da rede municipal de Saúde, com uma clientela oscilando entre 12 mil a 15 mil pessoas e que contra com 40 funcionários entre médicos, dentistas, psicólogos, fonoaudiólogos, agentes comunitários de saúde, enfermeiras, auxiliares de enfermagem, pessoal administrativo, limpeza, etc.

Uma das obras mais importantes no local foi a ampliação da recepção, reforma dos cinco consultórios, além da construção de uma nova sala de vacina, banheiro para deficientes e uma sala somente para os ACSs (Agentes Comunitários de Saúde).

O enfermeiro Carlos Alberto Martins Teixeira, chefe de equipe da UBS, também destaca que a unidade também ganhou novas salas pós-consultas, inalação, reunião e gerência administrativa. As obras de melhorias também chegaram aos dois consultórios odontológicos, que também ganharam equipamentos novos.

Ele ressalta ainda a reforma dos banheiros da UBS, tanto para funcionários como para o público, uma sala de curativo, nova  iluminação de Led, almoxarifado, instalação de portas mais largas, dentre outras melhorias.

“A expectativa e que as obras estejam concluídas até o final deste mês”, ressalta o chefe de equipe, acrescentando ainda que novos aparelhos de ar condicionado serão instalados, assim que as obras na parte elétrica estejam concluídas.

Outra melhoria muito esperada pelos usuários foi a volta da farmácia para a UBS, que estava funcionando, provisoriamente, no CEM (Centro de Especialidades Médicas), em virtude da reforma.

Somente este ano, a Prefeitura já investiu mais de R$ 4 milhões na reforma e ampliação de nove das 11 UBSs (Unidades Básicas de Saúde) urbanas do Município, que estavam, na maioria dos casos, em situação precária.

A 10ª, que é a UBS do Santa Clara, também vai passar por reforma ainda este ano. E não foi só melhorias materiais que chegaram às UBSs. Oito médicos foram contratados pela Prefeitura para ampliar o horário de atendimento nessas unidades, beneficiando milhares de mogimirianos.

 

CEM E GABRIELZINHO

Também foram comprados novos mobiliários e equipamentos para a recepção, administração, consultórios médicos, odontológicos e laboratório municipal. Sem mencionar que a atual administração está construindo uma nova unidade de ESF (Estratégia de Saúde da Família) no bairro rural do Gabrielzinho, que voltará a atender a população daquela região.

O custo da obra é de R$ 160 mil. O postinho foi fechado há mais de 10 anos, obrigando os moradores do Gabrielzinho a buscar atendimento médico na cidade. Outra obra muito aguardada no setor de Saúde e o início da reforma do CEM, que deve consumir, na primeira etapa, R$ 550 mil, assim como a inauguração do PSC (Pronto Socorro Central) no próximo dia 1º de agosto.

Quer dar um gás nos seus negócios? Anuncie aqui!

Não é permitido a cópia do conteúdo deste site.

Entrar em contato
Quer anunciar com a gente?
Fale com um dos nossos consultores!