PUBLICIDADE

Secretaria de Saúde alerta sobre calor excessivo e dá dicas de como se proteger

publicidade

Secretaria de Saúde alerta sobre calor excessivo e dá dicas de como se proteger

Preocupação maior das autoridades de Saúde é com a população de idosos, crianças e pessoas com doenças crônicas; hidratação e alimentação leve

Em virtude da onda de calor que vai atingir boa parte do país, inclusive a região Sudeste e, consequentemente, as cidades da região da Baixa Mogiana, a Secretaria Municipal da Saúde de Mogi Mirim alerta à população sobre os perigos da exposição prolongada sob o sol e também das altas temperaturas que, neste final de semana, estarão até 5ºC acima da média.
Além do calor, a baixa umidade também representa um risco à saúde humana e dos animais. Cuidados especiais deverão ser tomados, principalmente, em relação a idosos, crianças, gestantes e pessoas com doenças crônicas, já que são mais sensíveis ao calor. Porém, as precauções com o calor também devem ser seguidas pelas demais pessoas.
A primeira dica é em relação à umidade relativa do ar. Se estiver muito baixa, não utilize o ar-condicionado, mas, sim, o ventilador. Outras recomendações da Secretaria da Saúde é manter janelas abertas de manhã cedo e à noite para que o ar circule. Também é recomendado fechar cortinas ou persianas assim que o sol nascer. Beba muita água ou líquidos sem álcool (no mínimo 2 litros por dia), mesmo que não tenha sede. O uso de roupas leves, largas e de cores claras também alivia o calor. Durante o dia, borrife água na pele e antes de dormir, tome um bom banho frio. Ao se alimentar, opte por alimentos leves e frescos, como saladas e frutas.
Ao sair à rua, além de óculos escuros, use protetor solar com fator 50 ou superior, aplicando-o a cada 90 minutos. Tente ficar em uma área fresca, na sombra ou em um ambiente com ar condicionado. Evite toda e qualquer atividade física durante as horas mais quentes do dia, que é no período entre às 11h00 e 15h00.
Se você trabalha debaixo de sol, faça pausas frequentes na sombra, use boné ou chapéu e mantenha-se bem hidratado. Também evite ficar muito tempo dentro de um veículo estacionado.

SOCORROS
Mesmo tomando todos os cuidados, algumas pessoas poderão apresentar sinais de exaustão causados pelo calor excessivo. Os sintomas são o excesso de transpiração, palidez ou pele fria, fraqueza, tontura e dor de cabeça. Fique atento ainda aos sinais de insolação, que são bem mais graves, como temperatura corporal extremamente alta, acima de 39,5 °C.
Outros sintomas são a pele avermelhada, quente e seca (sem transpiração), pulso rápido e forte, dor de cabeça latejante, tontura, náusea ou vómito, confusão mental, perda de consciência, câimbras e desmaios. Se você se deparar com alguma pessoa apresentando sinais de insolação, solicite, imediatamente, assistência médica e comece a resfriar a vítima.
Mantenha a pessoa em uma área coberta e arejada, sem exposição ao sol e, se possível, imersa em uma banheira com água fria ou sob uma ducha. Na falta disso, molhe a pessoa com uma mangueira d’água para reduzir a temperatura corporal. Procure ligar para o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência-192) ou para o Corpo de Bombeiros (156). Jamais ofereça bebida alcoólica à pessoa e insista na assistência médica o mais rápido possível. Fonte: Ministério da Saúde

Quer dar um gás nos seus negócios? Anuncie aqui!

Não é permitido a cópia do conteúdo deste site.

Entrar em contato
Quer anunciar com a gente?
Fale com um dos nossos consultores!