PUBLICIDADE

Situação de rua: Município lança campanha de estímulo a doações voltadas para entidades

publicidade

Situação de rua: Município lança campanha de estímulo a doações voltadas para entidades

O lançamento aconteceu durante reunião na Câmara Municipal e contou com a presença do vice-prefeito Major Marcos Tuckumantel

A Prefeitura de Mogi Guaçu lançou na manhã desta quinta-feira, dia 2 de março, campanha de estímulo ao direcionamento de doações à Federação das Entidades Assistenciais Guaçuanas, a FEAG, desestimulando esmolas nos sinais e conscientizando a população de que o gesto, apesar de bem intencionado, pode ser extremamente prejudicial contribuindo com vícios e com a permanência das pessoas nas ruas.

, de vereadores, além de representantes de entidades e da polícia.

A ação visa reduzir o número de pessoas em situação de risco nas ruas e aumentar o atendimento delas por programas sociais. Por isso, o slogan “trocados alimentam vícios, apoio transforma vidas” está sendo usado com o objetivo de despertar o interesse pelo assunto em toda a população. No panfleto que será distribuído, é recomendado que toda ajuda das pessoas sensibilizadas com o tema seja destinada à FEAG.

“Essa campanha é resultado de discussões que tivemos em uma primeira audiência sobre o assunto, no final do ano passado. Estamos juntos nesse esforço de melhorar a vida das pessoas. Temos que ajudar a direcionar nossos recursos para as entidades que realizam trabalhos sociais importantes para o município”, destacou o vice-prefeito.

O dinheiro vivo, comumente utilizado para compra de bebidas e outras drogas, foi apontado como o principal combustível para a manutenção desse público nas ruas da cidade. A campanha foi produzida pela Secretaria de Comunicação.

Durante o encontro desta quinta-feira, os presentes foram informados que a busca ativa pelas pessoas em situação de rua é trabalho rotineiro da equipe do programa Segurança, Cidadania e Acolhimento, da Secretaria Municipal de Assistência Social. Um balanço foi apresentado dos atendimentos realizados no período de 2021 até a presente data. Foram feitas 1.234 abordagens, muitas delas reincidentes, das pessoas em situação de rua. 51 aceitaram o acolhimento e outras 82 retornaram para suas cidades de origem. 24 foram encaminhadas para internação psiquiátrica e 12 conseguiram a reinserção familiar.

“Esse é resultado de um trabalho diário com apoio de entidades e do Poder Público. Trabalhamos com a redução de danos e conseguimos expressivos números”, comentou Elaine Cristina Alberti, coordenadora do programa. Ela informou que o último levantamento feito mostra que a cidade conta com cerca de 170 pessoas nestas condições.

Participaram da reunião os representantes do Conselho Comunitário de Segurança (Conseg), do Conselho de Pastores, da Casa de Acolhida Comunidade Caminho Para a Paz, do Conselho Municipal de Assistência Social, do Albergue Noturno, da Secretaria Municipal de Assistência Social, da Saúde, das igrejas, da Polícia Militar, Polícia Civil, da 61ª Subsecção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de Mogi Guaçu e da sociedade civil em geral.

A secretário de Assistência Social, Leila Maria Ramos, esteve presente ao lado dos vereadores Judite de Oliveira, que presidiu a reunião, Adriano Batatinha, Zanco, Natalino e Lili Chiarelli.

SECRETARIA DE COMUNICAÇÃO

Quer dar um gás nos seus negócios? Anuncie aqui!

Não é permitido a cópia do conteúdo deste site.

Entrar em contato
Quer anunciar com a gente?
Fale com um dos nossos consultores!