PUBLICIDADE

Lionel Messi é eleito o melhor jogador do mundo na premiação do Fifa The Best

publicidade

Lionel Messi é eleito o melhor jogador do mundo na premiação do Fifa The Best

Após a conquista épica da Copa do Mundo no Catar, Lionel Messi foi eleito o melhor jogador do mundo na premiação do Fifa The Best

Após a conquista épica da Copa do Mundo no Catar, Lionel Messi foi eleito o melhor jogador do mundo na premiação do Fifa The Best, nesta segunda-feira (27).

Com mais essa conquista individual, o argentino chegou ao seu sétimo troféu em prêmios da Fifia, se isolando como o maior vencedor da história. Se contarmos a Bola de Ouro, oferecido pela revista France Football, o camisa dez tem oito prêmios individuais.

“Antes de tudo, é um prazer voltar a estar aqui entre os três, estar com Benzema e Kylian [Mbappé], que tiveram um ano fantástico. Nesta festa, sendo o ganhador, quero agradecer aos meus companheiros, sem eles não estaríamos aqui”,disse Messi.

No discurso, o atual campeão do mundo ressaltou a conquista no Catar, além de agradecer seus familiares.

“Este ano foi uma loucura para mim, por conseguir meu sonho, depois de tanto brigar, tentar, insistir, e no final, chegou, e é a coisa mais maravilhosa que me aconteceu na carreira. É um sonho de todos os jogadores, e poucos alcançam, e graças a Deus em consegui”, disse o craque, antes de ser interrompido pelos aplausos dos presentes na cerimônia.

O período de análise do The Best foi de agosto de 2021 a dezembro de 2022, para que os jogos do mundial de seleções não ficasse de fora da análise.

Neste intervalo de tempo, Messi foi campeão francês da temporada 2021/22, marcando seis gols e dando 14 assistências, além de ter levantado o troféu da Supercopa da França. Na primeira metada da atual temporada, foram 12 gols e 14 assistências pelo clube parisiense.

Mas o que tornou a vitória do craque argentino incontestável foi seu desempenho com a camiseta do seu país, pelos estádios do Catar.

La Scaloneta, como foi apelidada a seleção argentina, jogava em função de Lionel, que como um maestro, regia o jogo, e em sua última dança em mundiais, transformou a ilusão em título, tirando o país sul-americano de uma fila de 36 anos sem a taça, e de quebra, se colocando no olimpo do futebol.

Nesta edição do mundial, foram sete gols marcados e duas assistências distribuídas, além de um show de liderança dentro e fora de campo. Pelo seu desempenho, Lio também foi eleito o melhor jogador da Copa.

Quer dar um gás nos seus negócios? Anuncie aqui!

Não é permitido a cópia do conteúdo deste site.

Entrar em contato
Quer anunciar com a gente?
Fale com um dos nossos consultores!