PUBLICIDADE

Prefeitura de Mogi Mirim concede 12,4% de reajuste salarial aos servidores municipais

publicidade

FOTO: REPRODUÇÃO

Prefeitura de Mogi Mirim concede 12,4% de reajuste salarial aos servidores municipais

Professores de Mogi Mirim, a Prefeitura decidiu pagar o reajuste de 14,95% do piso nacional do magistério para 2023.

Atendendo as reivindicações dos servidores e Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Mogi Mirim (SINSEP), a Prefeitura de Mogi Mirim, por meio da Secretaria de Administração do município, anunciou 12,4% de reajuste salarial destinado aos 2.800 servidores municipais (incluindo o Serviço Autônomo de Água e Esgotos de Mogi Mirim-SAAE). O índice será de 12,4% ao longo do ano. Além do reajuste, a Prefeitura anunciou também um pacote extenso e inédito de benefícios, tendo como prioridade a qualidade de vida dos servidores e seus dependentes.

O índice de 12,4% será concedido ao longo do ano, escalonado em três parcelas: terá sua primeira parcela de 6% já neste mês de março. A segunda parcela será de 2% em setembro e a última de 4% em dezembro a título de ANTECIPAÇÃO DE REAJUSTE 2024 mantendo a data base em 1º de março.

“Entendemos que essa concessão de 12,4% vem ao encontro ao desejo dos nossos servidores. Além disso, estudamos uma lista extensa de outros benefícios em saúde, alimentação, jornada, carreira e bem-estar que temos certeza que trará muito mais qualidade de vida aos funcionários e seus familiares. Estamos muito felizes pelo diálogo com os membros do Sindicato e por suas conquistas”, explicou o Prefeito Paulo Silva.

 

PACOTE DE BENEFÍCIOS

O pacote de benefícios que acompanhará o reajuste salarial é inédito na cidade. Entre eles está a Licença Paternidade, que poderá se estender até 15 dias. Um enorme avanço também abrangerá a Licença Nojo (em caso de falecimento de familiar), Licença Gala (em virtude de casamento) e férias fracionadas. Com o benefício, o servidor poderá optar por tirar férias em dois períodos.

Quanto à jornada de trabalho, os servidores ativos terão direito a uma folga abonada e no banco de horas poderão acumular até o limite de 60 horas no semestre, para sua utilização no semestre seguinte. Outro marco importante é o início da reestruturação do Plano de Carreira.

A cesta básica será mantida e ainda assim haverá aumento no auxílio alimentação que passará de R$ 350,00 para R$ 400,00 mensais. Na área da saúde, os servidores contarão com subsídio de R$ 100,00 para um plano de saúde. Já no plano odontológico será aplicado um percentual de auxílio de acordo com faixa salarial. O bem-estar corporativo também foi uma preocupação, e agora os servidores públicos terão acesso ilimitado a Plataforma de Bem-Estar Corporativo, com acesso a academias e estúdios para prática esportiva.

 

PROFESSORES

No caso dos professores, o reajuste será sobre o novo salário base, que é a incorporação da parcela destacada no piso do magistério. Em fevereiro deste ano, por iniciativa do Prefeito Paulo Silva, a Prefeitura decidiu pagar o reajuste de 14,95% do piso nacional do magistério para 2023. O índice foi estabelecido pelo Ministério da Educação.

“O reajuste sobre a incorporação da parcela destacada é outra iniciativa da nossa administração que vem atender um sonho dos professores. Mogi Mirim sai na frente de muitos outros municípios nesse sentido, que ainda não consideram a incorporação da parcela. Entendemos que essa concessão aos nossos professores será de extrema importância para a qualidade de vida de cada um e também vai colaborar para um ensino cada vez mais valorizado em nossa cidade”, completou o Secretário de Administração, Claudio Salgado.

 

Quer dar um gás nos seus negócios? Anuncie aqui!

Não é permitido a cópia do conteúdo deste site.

Entrar em contato
Quer anunciar com a gente?
Fale com um dos nossos consultores!