PUBLICIDADE

Secretaria da Saúde faz campanha de combate ao câncer de mama

publicidade

Secretaria da Saúde faz campanha de combate ao câncer de mama

Material será distribuído nas UBSs e também anexado às fichas dos exames de mamografia

Antecipando-se ao “Outubro Rosa”, mês dedicado ao combate ao câncer de mama, a Secretaria de Saúde está preparando uma série de atividades em suas UBSs (Unidades Básicas de Saúde) para reforçar a importância da data. Uma das primeiras ações foi a distribuição de um folder educativo sobre o câncer de mama às mulheres que irão passar pelo exame de mamografia.

Esse material está sendo anexado junto ao pedido de exame e trás muitas informações importantes em relação a essa doença. Paralelamente, as mulheres também serão convidadas a fazer o exame papanicolaou e mamografias, quando passarem pelas UBSs.

“O objetivo, neste caso, é incutir nas mulheres a importância de fazer, rotineiramente esses exames”, observou Viviane Negretto Bandiera coordenadora da Atenção Básica Secretaria da Saúde. O câncer de mama, embora não seja o mais letal no Brasil, ficando atrás outras neoplasias malignas, como pulmão, colorretal, estômago e fígado, ainda assim, causa mais de 700 mil mortes todos os anos.

Todavia, quando detectado precocemente, por meio de mamografia ou do autoexame de toque, as chances de cura passam de 95%. O folder criado pelo NEPH (Núcleo de Educação Permanente e Humanização da Saúde), sob o título “Outubro Rosa: vamos conversar sobre o câncer de mama”, traz explicações detalhadas sobre a doença, quais os sintomas, fatores de risco e como se prevenir.

PROCURE UMA UBS

Os principais sintomas do câncer de mama é a presença de nódulos (caroços) fixos e endurecidos no seio, assim como alterações no mamilo, pequenos nódulos no pescoço ou axilas, pele da mama avermelhada ou parecida com a casca de uma laranja. “Olhe, apalpe e sinta suas mamas no dia a dia para reconhecer suas variações naturais e identificar alterações suspeitas”, recomenda o texto.

Os fatores que podem levar uma mulher são a obesidade, sedentarismo, consumo de bebida alcoólica, primeira menstruação antes dos 12 anos, não ter tido filhos, primeira gravidez após os 30 anos e não ter amamentado.

Viviane ressalta que, independentemente das informações contidas no folder, o importante é a realização do autoexame de toque e a visita periódica ao médico de sua UBS. Por último, ela aconselha que para se prevenir do câncer de mama é preciso praticar atividades físicas, alimentar-se de forma saudável, manter o peso corporal, evitar o consumo de bebidas alcoólicas e as mães, amamentar.  “E lembre-se: a informação pode salvar vidas”, finalizou Viviane.

Quer dar um gás nos seus negócios? Anuncie aqui!

Não é permitido a cópia do conteúdo deste site.

Entrar em contato
Quer anunciar com a gente?
Fale com um dos nossos consultores!